domingo. 04.12.2022
Chaves

NOTÍCIAS CHAVES | A Estação do Tâmega, um sonho de "menino" do Comendador luso-americano [com fotos]

COMBOIO “DOS SONHOS”

Quem passa na Estrada Nacional 103, que liga Chaves a Boticas, na aldeia de Curalha, repara, inevitavelmente, na antiga Estação do Tâmega, adaptada a habitação, mas com os traços todos originais dos propósitos que serviu, incluindo um comboio, composto pela locomotiva de antigamente, movida a carvão e a composição de passageiros e de mercadorias.

Era assim que, há algumas décadas, aquela Estação ferroviária, se apresentava perante a sociedade flaviense, passando junto ao rio Tâmega e servindo toda a população do Alto Tâmega.

Foi José Morais que, em 2002, e por 125 mil euros, adquiriu a Estação do Tâmega, construída em 1920, na linha do Corgo, agora extinta, e a restaurou.

O empresário luso-americano, com o título de Comendador, não só reabilitou as casas e o terreno, como também, a linha de ferro e, mais tarde, cumpriu o sonho de ali ter um comboio, dando alma à memória do espaço que aquele todo representa.

Em 2007 comprou uma peça única do património ferroviário a vapor, uma locomotiva a carvão, de marca Henschel e Sohn E-212 a vapor, que circulou na via férrea do Corgo até finais de 1980.

Foi comprada à REFER por este empresário luso-americano e a esposa, Josefina Morais, com quem é casado há mais de 50 anos, sendo também ela natural de Curahlha, e dividem o seu tempo entre Portugal e os Estados Unidos da América, onde têm filhas, netos e as suas empresas, ligadas à produção de vinho, turismo e eventos.

A locomotiva foi carregada com recurso a uma grua que suportava 227 toneladas e, na altura, demorou uma hora e meia a ser colocada no camião para ser transportada até Curalha.

Mas, porquê a paixão pela Estação e pelos comboios?

"Estudei em Chaves e fazia o percurso entre a aldeia e a cidade, de comboio, tendo grandes e boas memórias de infância e adolescência dessas viagens e do ambiente e azáfama que se vivia nesta estação", revelou ao Diário de Chaves o Comendador, de 71 anos.

Só na compra da locomotiva e no seu transporte, José Morais gastou na altura mais de 100 mil euros.

O espaço mantém-se como há muitos anos, recuperado e, o empresário quer que todos possam, a partir do seu projeto, do seu sonho, visitar a antiga linha do Corgo, saber a sua história e conhecer o passado das gentes desta região.

vários produtores de filmes franceses lhe pediram o cenário para a realizações cinematográficas, pedido que o empresário aceita sem exigir dinheiro, apenas para que o seu legado, o seu sonho, e a memória da vida de muita gente, seja relembrada.

Quem quiser visitar o espaço, basta perguntar na casa ao lado e agendar a visita, que por norma é conseguia na hora.

Além disso, o espaço é cedido para quem assim o pretenda, como realização de eventos e até acampamentos.

Empresário multifacetado, com uma trajetória marcada pelo mérito e resiliência, o self-made man luso-americano de raízes trasmontanas, que é também um colecionador de carros antigos, dedica-se presentemente, no estado da Virgínia, à produção de vinhos “Morais Vineyards”.

IMG_4581 (FILEminimizer)
1 / 17

Locomotiva a vapor.

IMG_4585 (FILEminimizer)
2 / 17
IMG_4587 (FILEminimizer)
3 / 17

Máquina foi comprada à REFER.

IMG_4589 (FILEminimizer)
4 / 17
IMG_4590 (FILEminimizer)
5 / 17
IMG_4593 (FILEminimizer)
6 / 17
IMG_4595 (FILEminimizer)
7 / 17
IMG_4598 (FILEminimizer)
8 / 17

Composição de passageiros da altura.

IMG_4605 (FILEminimizer)
9 / 17

Linha férrea do Corgo.

IMG_4613 (FILEminimizer)
10 / 17

Um dos edíficios da antiga Estação do Tâmega, em Curalha.

IMG_4616 (FILEminimizer)
11 / 17
IMG_4623 (FILEminimizer)
12 / 17

José Morais tem 71 anos e é um empresário luso-americano.

IMG_4627 (FILEminimizer)
13 / 17

Empresário dedica-se à produção d evinhos, turismo e eventos nos Estados Unidos da América.

IMG_4630 (FILEminimizer)
14 / 17

Interior da locomotiva a vapor.

IMG_4634 (FILEminimizer)
15 / 17

Interior da composição de passageiros.

IMG_4637 (FILEminimizer)
16 / 17

Composição de transporte de mercadorias da altura.

IMG_4641 (FILEminimizer)
17 / 17
Comentários
NOTÍCIAS CHAVES | A Estação do Tâmega, um sonho de "menino" do Comendador...