quarta-feira. 28.09.2022
Jorge Teixeira nos testes do fato que irá utilizar amanhã no voo.
Jorge Teixeira nos testes do fato que irá utilizar amanhã no voo.

É já amanhã que o professor Jorge Teixeira vai embarcar a bordo do Airbus A310 Novespace, estacionado na base aérea N.º 11 em Beja, para participar no voo parabólico Zero G Portugal – Astronauta por um Dia, promovido pela Agência Espacial Portuguesa (AEP).

Além de promover o interesse pelo Espaço junto dos alunos, a Agência Espacial Portuguesa quer realçar a importância da profissão de professor e, ao mesmo tempo, promover o ensino das STEAM (sigla inglesa para Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática).

Airbus A310 Novespace. | FOTO: AviaçãoTV.

Neste contexto, convidou Jorge Teixeira, vencedor da edição de 2019 do Global Teacher Prize Portugal, para participar neste voo parabólico, composto por uma ou mais experiências em gravidade zero, que serão gravadas e poderão ser utilizadas nas aulas.

A viagem do docente de física e química, no Agrupamento de Escolas Dr. Júlio Martins, vai ser acompanhada de 30 alunos, com idades entre os 14 e os 17 anos, que vão ter a oportunidade de experimentar condições de microgravidade, simulando a sensação que os astronautas vivenciam no espaço. Estes alunos são dos distritos de Vila Real, Setúbal, Santarém e Braga.

O Diário de Chaves falou com o professor flaviense que admitiu estar um pouco nervoso mas também bastante entusiasmado: “Ver um avião a cair é normal que deixe uma pessoa um bocado nervosa”, disse na quarta-feira Jorge Teixeira. O voo terá a duração de 20 segundos, que poderá ser repetido. 

Os voos parabólicos são praticamente o único meio na Terra capaz de reproduzir o efeito de gravidade zero que existe no espaço e sentido pelos astronautas nas viagens e estadas na Estação Espacial Internacional.

A Agência Espacial Portuguesa recebeu 460 candidaturas. Os jovens selecionados tiveram de prestar provas em quatro fases que avaliaram a criatividade, a perceção espacial e interpretação, e aptidões físicas.

A quarta e última fase, à qual chegaram 60 candidatos, consistiu numa entrevista que visou analisar as capacidades comunicativas dos candidatos, que foram avaliados por um júri composto por Eduardo Ferreira, vice-presidente da Agência Espacial Portuguesa, Ana Noronha, diretora executiva da Ciência Viva, e Miguel Gonçalves, comunicador de ciência e comentador na rubrica da RTP A Última Fronteira.

O processo de seleção replicou o processo de seleção de astronautas de uma Agência Espacial. Os 30 estudantes assumirão depois, durante o ano letivo 2022/2023, o papel de embaixadores desta iniciativa junto dos restantes colegas de escola, contribuindo para o estímulo do interesse pelo Espaço.

A iniciativa Zero-G Portugal – Astronauta por um Dia tem o apoio da Ciência Viva. Conta ainda com a colaboração da Faculdade de Ciências da Educação Psicologia da Universidade do Porto, da Força Aérea Portuguesa, da Câmara de Beja, da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa e das Mentes Empreendedoras. Foi também atribuída a este projeto o selo da Temporada Cruzada Portugal-França 2022.

Interior do avião Airbus A310 Novespace. | FOTO: AviaçãoTV.

NOTÍCIAS CHAVES | Professor Jorge Teixeira embarca amanhã no voo parabólico com...
Comentários