quarta-feira. 28.09.2022
Inicialmente no Largo do Arrabalde, a Clínica Avenida está há 18 naos na Avenida Nuno Álvares, em Chaves.
Inicialmente no Largo do Arrabalde, a Clínica Avenida está desde 2010 na Avenida Nuno Álvares, em Chaves.

É baseada na empatia e no bem-estar de cada utente, procurando satisfazer todas as suas necessidades ao nível da medicina dentária, que a Clínica Avenida - Dra. Sandra Brás tem pautado o seu percurso ao longo destes 25 anos.

Sandra Brás, a grande impulsionadora pelo crescimento deste espaço, sublinha que a prática clínica na organização se rege pelo espírito de confiança que é transmitido a cada paciente que, aliado à qualidade dos tratamentos em medicina dentária, faz com que 80% dessas pessoas continuem a escolher a Clínica Avenida para resolver os seus problemas na saúde oral.

Criada a 16 de setembro de 1997, a Clínica Avenida é o resultado da ambição de uma equipa de profissionais de excelência em tornar o mundo melhor associada a uma relação de amizade criada entre médico e utente.

A Clínica Avenida é uma das mais antigas na cidade flaviense e tem inúmeras valências médicas, com profissionais reputados que pretendem fazer uma medicina de grande qualidade, num edifício equipado com os meios e tecnologias necessários para satisfazer esse propósito.

Este ano, para assinalar o 25º. aniversário da Clínica Avenida vai ser preparada uma receção aos clientes e amigos convidados, a partir das 17h, onde será servido um Porto de Honra em ambiente de confraternização.

A concretização de um sonho

Foi por acaso que Sandra Brás descobriu o curso de medicina dentária mas confessa que se apaixonou pela área desde a primeira hora.

Foi uma coisa que eu sempre gostei de fazer. Identifiquei-me muito com a profissão e nem sequer me vejo a fazer outra coisa”, admite a médica flaviense.

Dra. Sandra Brás, especialista em Medicina Dentária
Dra. Sandra Brás, especialista em Medicina Dentária

Como a maioria dos profissionais nesta área, Sandra Brás começou por trabalhar em várias clínicas: primeiro em Mesão Frio e depois, a convite do Dr. Luís Santos, professor no Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte, faculdade onde estudou, iniciou consultas em Montalegre e em Chaves.

Esta empreendedora acabaria por adquirir o espaço na vila barrosã e, impulsionada pelos pais, estabeleceu-se também em Chaves, com a abertura de um consultório no Largo do Arrabalde.

Casada e mãe de três filhos, Sandra Brás confessa que conciliar a vida pessoal com a profissional nem sempre é fácil, por isso optou por vender o espaço em Montalegre e dedicar-se de corpo e alma ao novo projeto, criado a 16 de setembro de 1997, e que ia crescendo de forma sólida na cidade flaviense.

Nesse consultório, instalado num edifício histórico, permaneceu mais de uma década até entrar em vigor nova legislação ao nível das infraestruturas das clínicas dentárias que implicava, entre outras, a criação de acessos para pessoas com mobilidade reduzida.

Sandra Brás sublinha que foi nesse momento também que deu conta de que tinha chegado a altura de crescer, “largar a âncora e ir”.

Sobre o seu percurso profissional, esta médica dentista considera que se tratou quase tudo de um “desenrolar de coincidências”, aliado a uma enorme vontade de inovar e de proporcionar aos seus clientes tratamentos de qualidade e com uma ampla oferta em medicina dentária. E foi assim que, anos mais tarde, viria a mudar-se para o edifício na Avenida Nuno Álvares.

Orgulho: Em cada cliente um amigo

A relação de empatia que mantém com os seus clientes e a preocupação constante no seu bem estar faz com que a sua clínica seja bastante procurada, sendo já uma referência na cidade com diversos tratamentos em saúde oral e outras especialidades de saúde.

Quando se chega a uma consulta de medicina dentária é porque se tem um problema. Temos de ter a empatia suficiente para perceber esse problema, que nem sempre é grave, mas para a pessoa é”, refere. Talvez por esse motivo é que “80% dos pacientes” que passam pela Clínica Avenida continuam a escolher “há muitos anos” este espaço para o tratamento dos seus dentes.

A maioria dessas pessoas, garante Sandra Brás, muitas vezes só precisa de um bocadinho de confiança e de sentirem que o seu problema é entendido: “Os nossos clientes são nossos amigos e é mesmo verdade”, assegura. Existem tratamentos que se arrastam durante um ano, por exemplo, e por isso é “inevitável ficar-se amigo, viver os problemas daquela pessoa, viver as incertezas, as alegrias. Isso nota-se sobretudo naqueles clientes que já estão comigo há muito tempo, em que lhes vemos nascer os filhos e depois os netos. É muito interessante ver que lhes transmitimos a confiança necessária para eles desabafarem assim connosco e é muito gratificante”.

Profissionais e tratamentos especializados para utentes que sabem o que querem

Embora a clínica tenha sido pensada apenas para exercer medicina dentária, inicialmente com dois gabinetes e um espaço para a realização de exames de ortopantomografia, uma espécie de raio X panorâmico que permite observar todos os ossos e dentes da boca, e outro ainda para desinfeção e esterilização dos materiais, com o passar dos anos o sonho foi crescendo e a procura era tão grande que Sandra Brás decidiu juntar à sua equipa mais profissionais de medicina dentária, sendo composta atualmente por cinco médicos dentistas, seis assistentes de consultório e duas rececionistas. 

No piso superior do edifício os flavienses podem ainda encontrar outras especialidades de saúde, como Ortopedia, Medicina Interna, Ginecologia e Pediatria. Aqui podem também ter acesso a outras consultas de especialidades terapêuticas como Medicina Tradicional Chinesa, Acupuntura, Terapia da Fala, Psicologia, Psiquiatria, Endocrinologia, Psicomotricidade e Nutrição, estando para breve a integração da terapia de Hipnose Clínica.

“A clínica cresceu por necessidade, para responder às necessidades das pessoas. Ao contrário dos grandes meios onde as pessoas procuram mais os hospitais ou centros de saúde e não se importam com quem é que os vai atender, o nosso meio é um meio que procura a pessoa”, explicou a médica.

Por isso, “muitas pessoas chegam aqui por referência ou porque ouviram falar ou por recomendação de amigos. Vêm cá não pelo lugar, mas sim à procura da pessoa. Raramente marcam uma consulta sem saber quem é que os vai atender”, acrescentou.

São sobretudo clientes que sabem o querem e, apesar de condicionar um pouco a agenda deste quadro médico de excelência, esta profissional acredita que desta forma ajuda a fidelizar os pacientes.

 

PUBLIREPORTAGEM | Clínica Avenida celebra 25 anos de conquistas na vanguarda da...
Comentários