domingo. 05.02.2023
Esta é uma das medidas identificadas como prioritária na Estratégia Comum de Desenvolvimento Transfronteiriço

Emergências médicas com resposta mais célere através do serviço “112 Transfronteiriço”

INEM e a instituição homóloga galega AXEGA serão responsáveis por prestar o serviço de emergência média aos habitantes das zonas raianas.
INEM e a instituição homóloga galega AXEGA serão responsáveis por prestar o serviço de emergência média aos habitantes das zonas raianas.

Foi assinado, em Valença, o memorando de entendimento que cria o primeiro serviço de emergência médica interregional entre Portugal e Espanha, o serviço “112 Transfronteiriço”, através de um projeto-piloto a implementar nas Regiões Norte e Galiza, e que envolve o INEM e a instituição homóloga galega, a AXEGA.

O novo serviço “112 Transfronteiriço” tem como principal objetivo garantir uma melhor e mais rápida resposta a emergências médicas nas regiões transfronteiriças, assegurando o acionamento dos meios mais próximos de quem precisa de ajuda. Permite, ainda, agilizar a assistência médica no território escolhido pelo utente.


Margarida Tavares, Secretária de Estado da Promoção da Saúde, considera que a assinatura do protocolo confirma “o benefício da cooperação e da criação de sinergias em prol das pessoas”, destacando que o protocolo “garante a continuidade da assistência pré-hospitalar nas zonas fronteiriças, contribuindo para a segurança dos doentes e para a qualidade de vida das populações que vivem nas regiões fronteiriças”.

Para a Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Isabel Ferreira, o “112 transfronteiriço Galiza-Norte de Portugal é um exemplo paradigmático da otimização de recursos, serviços e equipamentos entre estas duas regiões”, e acrescenta que este é “um projeto emblemático na cooperação territorial entre os dois países e terá impactos diretos na melhoria da qualidade de vida das populações raianas, podendo até ser determinante para o salvamento de vidas”.

A criação de um serviço “112 Transfronteiriço” é uma das medidas identificadas como prioritária na Estratégia Comum de Desenvolvimento Transfronteiriço. Apresentada em outubro de 2020, a primeira estratégia comum de desenvolvimento entre Portugal e Espanha prevê medidas concretas para colocar o Interior de Portugal no centro do mercado ibérico, criar uma nova centralidade económica e contrariar o abandono destes territórios.

A sessão contou com as presenças da Secretária de Estado da Promoção da Saúde, Margarida Tavares, da Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Isabel Ferreira, do Presidente da Câmara Municipal de Valença, José Manuel Carpinteira, do Presidente da CCDR-Norte, António Cunha, do Presidente do INEM, Luís Meira, do Conselleiro de Sanidade da Xunta de Galicia, Julio García Comesaña e do Diretor-geral para as Relações Externas e com a União Europeia da Junta da Galiza, Jesus Gamallo.

Emergências médicas com resposta mais célere através do serviço “112 Transfronteiriço”
Comentários